A pedidos: terceira pessoa no casamento

Imagem

Já que pediram para falar mais sobre a terceira pessoa, lá vai.

Logicamente não é o sonho de ninguém que seu parceiro(a) encontre uma outra pessoa e passe a viver num mundo paralelo, de traição. Mas a verdade é que isso acontece, e muito! É real e não adianta fingir que não! É pior esconder o sol com a peneira. Aliás, aquele que se esconde negando essa possibilidade está vivendo como “Alice no país das maravilhas”.

Grande parte dos casais passam por isso, no mínimo uma vez na vida. Acho de certa forma útil! por algumas razões:

1. significa que estão vivos ainda, não deixaram de se interessar por mais vida. Não é a forma correta de demonstrar, mas as vezes é a única que o parceiro(a) consegue entender.  

2. pode ser apenas uma fresta de individualidade, que nada tem a ver com o casamento. O amor e a família continuam sendo fundamentais e preservados. Serve apenas para uma fuga do dia a dia com alguém que se tem mais intimidade. Só isso e nada mais. Quem trai, não quer se separar. Se quisesse se separar, pediria a separação e não trairia. 

3. deveria ser algo que, quando acontece, serve de trampolim para gerar mudanças de base no relacionamento que pode estar muito desgastado e sem emoção nenhuma. Nenhum casal sai imune quando há envolvimento de uma terceira pessoa. Os aprendizados são muitos, desperdiça quem não aproveita a chance para fazer um balanço geral das motivações do outro bem como do nível do relacionamento a dois que ambos têm vivido.

Acontece que, a segurança é muito boa, mas também é um veneno quando em excesso. Muitas pessoas acham que porque casaram, não devem mais se dedicar ao relacionamento. Deixam de fazer programas a dois, esquecem de datas importantes, se tornam desleixadas com a aparência (engordam, não se arrumam mais, perdem um pouco o asseio e assim por diante), têm mais sono do que antes, se desanimam para sair e alguns até deixam de se beijar todos os dias.

Ter a pessoa todos os dias do lado faz com que ficar a dois nunca é prioridade. Tudo pode deixar para o dia seguinte… mas não. Todo dia é dia de dizer te amo! abraçar e beijar.

É como se ao casar, estão garantidos com o amor eterno! só que não! as pessoas são as mesmas, com carências e vontades igual antes de casar. Lógico que algumas coisas mudam e ficam mais simples. Não é preciso mais joguinhos e provocações de ciúmes. Mas também não precisa achar que o amor não vai acabar nunca! se não for alimentado, vem outro(a) e alimenta!!

Portanto, não estou fazendo apologia à traição, mas sim alertando que acontece sim! e deve ser encarada como um sintoma que tem uma causa. Se você não descobrir a causa, não vai curar o sintoma. É preciso humildade para reconhecer erros e pontos fracos, para buscar melhorias e acordos entre os dois. Quem trai pode não ser um cafajeste, mas sim alguém que está se afastando de você e escorregou. Pediu socorro dessa forma. 

Do limão uma limonada, aproveite uma situação dessas para entender melhor com quem você está e o que podem aprimorar para evitar que a terceira pessoa entre no seu relacionamento.

Seja mais, seja você!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s