Viajar é bom, mas o excesso de voôs prejudica a saúde. Veja porque…

Como sua saúde é afetada quando você viaja de avião

 Imagem
A baixíssima umidade do ar do avião pode secar suas vias respiratórias e a camada de muco protetora de suas narinas. Sem essa barreira, os germes têm mais facilidade de infectar as células do corpo. Seus melhores mecanismos de defesa são manter os dedos distantes dos olhos e do nariz e lavar a mão com frequência.

Tem de usar o banheiro? Lembre-se do norovírus, um dos principais agentes de intoxicação alimentar, que vive em banheiros, torneiras e maçanetas e até mesmo em bandejas. Para evitar vômito e diarreia, desinfete as mãos com álcool em gel após tocar uma superfície suspeita.

Sangue

A baixa pressão atmosférica da aeronave e sua própria inatividade física podem desferir um golpe duplo na diminuição da circulação sanguínea, abrindo a porta para a trombose venosa profunda – quando o sangue coagula e entope as veias. Mulheres que tomam anticoncepcional ou têm a doença no histórico familiar devem ficar atentas e se alongar ou caminhar por alguns minutos a cada hora.

Ouvido

Você pode sentir enjoo no estômago, mas o mal-estar começa de verdade em seus ouvidos. O centro de equilíbrio do organismo se desorienta quando há turbulência ou quando o que você vê (os bancos imóveis) não coincide com o que você sente (movimento do voo). Sua melhor prevenção é reservar um assento sobre as asas, o local mais estável do avião.

Células

Os gases da atmosfera terrestre se dissipam acima de 30 mil pés, de modo que quem voa recebe níveis elevados de radiação cósmica. Para ter uma ideia, três voos mensais de Florianópolis a Manaus expõem você a uma radiação equivalente à de três radiografias de tórax. O excesso de exposição causa alterações celulares e é preocupante somente para os tripulantes do voo – especialmente as grávidas – e viajantes assíduos.

Sono

Se você trocar de fuso horário rapidamente, bagunçará o ritmo circadiano – período de 24 horas no qual se baseia o ciclo biológico. Resultado: jet lag. A luz solar é fundamental para ajudar o cérebro e o corpo a se ajustar. Se você viajar para o leste, evite a luz da manhã e tente pegar um sol na parte da tarde. Caso rume a oeste, tome o máximo de sol que conseguir antes de anoitecer.

Matéria: Mdmulher – publicada em Set/13

Seja mais, seja você!
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s